CONTACTO    ACTIVIDADES    MÍDIA    EDUCAÇÃO & LEITURA    LIVROS    PLANTAS    LENDAS    GASTRONOMIA


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

HOME

QUEM SOU ?

OS MEUS LIVROS

AGENDA de ACTIVIDADES

EDUCAÇÃO & LEITURA

TEATRO infanto-juvenil

PORTUGUÊS: mais bela
Língua materna

EFEMÉRIDES da HISTÓRIA

PLANTAS amigas da
nossa saúde

LENDAS do Mundo

RECEITAS portuguesas

BLOGUE "ALI-BABÁ"

PRÉMIOS Literários

BIBLIOGRAFIA

ILUSTRADORES

 

Livro de Visitas

LIVRO de VISITAS

 
 

MAIS VOZES DO QUE NOZES? COMA NOZES DE CAJU

Postado por Dulce Rodrigues a 5 de Maio de 2010

Ontem fui fazer compras ao Cactus Belle Étoile em Bertrange e trouxe um pacote de nozes de caju. Enquanto estiver mau tempo, vou continuar a comer frutos secos. Adoro toda a espécie de nozes e as de caju, além de terem um bom sabor, são fonte de gorduras monoinsaturadas e de minerais essenciais como cobre, magnésio e fósforo.

Mas as nozes de caju trazem ainda mais benefícios ao corpo humano, pois protegem o coração contra o risco de doenças cardiovasculares e coronárias. Por isso, não deixe que haja "mais vozes do que nozes" e delicie-se a comer nozes de caju (ou qualquer outro género de nozes) pelo menos 4 vezes por semana e com moderação. Depois de ter estado na Índia em Fevereiro, passei a gostar ainda mais destes frutos secos.

Embora a Índia seja actualmente o maior produtor mundial de nozes de caju, esta planta é originária do Brasil. E aqui vai a história de como esta planta chegou à Índia. Os Portugueses descobriram-na no Brasil em 1578 e levaram-na para a Índia e também para a parte oriental da África. A intenção inicial ao plantarem as nogueiras de caju não era a produção de nozes para alimentação – que só aconteceu mais tarde – mas sim impedir a erosão da costa. As árvores adaptaram-se tão bem à Índia, especialmente na região de Kerala, que acabaram por se “naturalizar”. Numa das parecdes exteriores da igreja ortodoxa de Kottayam, no Kerala, pode ver-se um alto relevo representando um pássaro exótico (provavelmente também trazido do Brasil pelos Portugueses) que tem no bico uma noz de caju.


Igreja ortodoxa de Kottayam, Kerala, Índia    Igreja ortodoxa de Kottayam, Kerala, Índia

Se desejarem saber mais sobre a noz de caju (ou acaju) e os seus benefícios para a nossa saúde, aconselho-vos a lerem o artigo que escrevi sobre este maravilhoso fruto.

© Dulce Rodrigues

 
 
  << Voltar  
 



LIVROS para CRIANÇAS

 

OUTROS LIVROS

 

GUIÕES de TEATRO

PORTAL JUVENIL 

sítio infanto-juvenil Barry4kids, em quatro línguas  



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2016. Reservados todos os direitos.