CONTACTO    ACTIVIDADES    MÍDIA    EDUCAÇÃO & LEITURA    LIVROS    PLANTAS    LENDAS    GASTRONOMIA


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

HOME

EFEMÉRIDES da HISTÓRIA

JANEIRO

FEVEREIRO

MARÇO

ABRIL

MAIO

JUNHO

JULHO

AGOSTO

SETEMBRO

OUTUBRO

NOVEMBRO

DEZEMBRO

 

Livro de Visitas

LIVRO de VISITAS

 
 

EFEMÉRIDES DO MÊS DE MAIO

  • 01 - Dia do Trabalhador: Celebra o trabalhador e o trabalho, e é uma data marcada por manifestações, demonstrações políticas e/ou celebrações por parte de sindicatos, associações, partidos políticos, entre outros. O 1° de Maio foi associado à festa do trabalho em finais do século XIX quando em 1884, em Chicago, o quinto congresso sindicalista ("Trade Unions") decidiu que a partir de 1 de Maio de 1886 a duração do dia de trabalho passaria a ser de 8 horas. De 1886 a 1889, o primeiro de Maio foi marcado por greves nos Estados Unidos, e é exactamente em homenagem aos operários mortos durante essas manifestações que esse dia se tornou num dia dedicado aos trabalhadores. Para quem se interessa pela História, podemos referir que vários acontecimentos importantes se têm desenrolado a um 1° de Maio: em 1904, morreu em Praga o compositor Anton Dvorak. A 1 de Maio de 1910, foi criada nos Estados-Unidos a NAACP (Associação Nacional das Pessoas de Cor). Em 1931, também nos Estados-Unidos e num 1° de Maio, é inaugurado o Empire State Building, na altura o arranha-céus mais alto do mundo (831 m). No dia 1 de Maio de 1978, a Música fica de novo de luto com a morte, em Moscovo, do compositor Aram Khatchatourian. Em 1994, o piloto brasileiro de fórmula 1 Ayrton Senna encontra a morte no circuito de Imola. Em 1997, o Partido Trabalhista de Tony Blair ganha as eleições gerais, operando assim uma revolução política no Reino Unido. A 1 de Maio de 2004, processa-se o alargamento da União Europeia a 25 países.
     
  • 01, 1647 - Nasce em Lisboa João de Brito Pereira, que veio a ser, mais tarde, S. João de Brito. Apóstolo do Oriente, aí veio a morrer às mãos dos infiéis, no dia 4 de Fevereiro de 1693. Beatificado em 1853 pelo Papa Pio IX, foi canonizado no ano de 1948 por Pio XII.
     
  • 08, 1444 - Descobrimento da ilha de S. Miguel, Açores, por Gonçalo Velho.
     

    lagoa das sete cidades, São Miguel, Açores
    Lagoa das sete cidades, São Miguel, Açores. Foto de TripAdvisor

  • 09, 1386 – Tratado de Windsor, de aliança anglo-portuguesa (reinado de D. João I). O primeiro tratado havia sido celebrado em 1373 entre D. Fernando e Eduardo III. É o mais antigo tratado de aliança ainda hoje em vigor.
     
  • 11, 1891 – Combate de Macequece (Moçambique): “Os voluntários de Lourenço Marques foram comandados por Caldas Xavier que Mouzinho classificou de português de ouro, como os dos bons tempos da conquista, alma simples de soldado, feita de ousadia e abnegação.”
     
  • 13, 1808 - Decreto que restaura a Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito que havia sido instituída por D. Afonso V em 1459.
     
  • 16, 1811 – Batalha de Albuera (Espanha): As tropas hispano-anglo-lusas, comandadas por Beresford (futuro duque de Wellington), tiveram aqui uma das batalhas mais sangrentas da Guerra peninsular.
     
  • 20, 1449 - Batalha de Alfarrobeira, em Vila Franca de Xira, durante a qual morre o Infante D. Pedro, trespassado pelas armas de seu sobrinho, o rei D. Afonso V, ajudado pelos conspiradores e despeitados inimigos de D. Pedro. Há quem diga que o infante procurou realmente pôr um fim à sua atribulada vida, que logo terminou, mal se deu o recontro em Alfarrobeira. D. Pedro foi um grande viajante e um homem muito culto para a sua época, regente sábio e equilibrado que tentou proteger e incentivar o comércio, o diálogo nas relações humanas e os estudos. Num país como Portugal, não admira que um homem com estas qualidades tenha sido invejado e odiado. Passados mais de 550 anos sobre a sua morte, as mentalidades pouco evoluíram, e o flagelo da inveja continua a ser ainda um dos grandes entraves ao progresso de Portugal. No seu poema "Mensagem", Fernando Pessoa relembrará a personagem controversa do Infante D. Pedro.
     
  • 20, 1498 - Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia: Com uma frota composta por quatro navios - as naus S. Gabriel, S. Rafael, Bérrio e uma caravela de mantimentos - Vasco da Gama chega a Calecut, uma das grandes cidades comerciais da Índia. Esta extraordinária aventura marítima portuguesa vinha confirmar a comunicação directa entre os oceanos Atlântico e Índico e punha um ponto final na antiga ideia de que este último oceano era um mar interior. As repercussões desta descoberta contribuiram de um modo significativo para a combinação prática dos conhecimentos técnicos e científicos, que deram origem à construção de novos instrumentos e armas e no desenvolvimento de novos métodos científicos de observação astronómica. As viagens marítimas dos Portugueses propiciaram a circulação do conhecimento das técnicas de navegação, algumas das quais já eram do seu conhecimento muito antes da expansão marítima. Portugal abriu o caminho a um conjunto de objectivos humanos como o desenvolvimento de novas terras e mercados, uma maior compreensão de outros povos e culturas, e o despertar da curiosidade pela diversidade botânica e zoológica de um mundo até ali desconhecido dos Europeus. Para comemorar a epopeia portuguesa da Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia realizou-se em Portugal a Expo'98.
    Pode também visitar os meus blogues Autour du Portugal ou Around Portugal.
     

    mapa do Oceano Índico
    Mapa do Oceano Índico

  • 22, 1885 – Morre em Paris o escritor francês Victor Hugo.
     
  • 22, 1998 – Abre em Lisboa a Expo’98, última exposição internacional a decorrer no século XX século e neste milénio. Para saber mais sobre a Expo'98 e a epopeia marítima dos Portugueses.
     
  • 26, 1644 – Batalha do Montijo, primeira da Guerra da Restauração. Os Portugueses, comandados por Matias de Albuquerque, desbarataram por completo os Espanhóis.
     
  • 27, 1834 – Assinada a Convenção de Évora-Monte, que põe termo às lutas entre liberais e absolutistas. D. Miguel foi obrigado a depor as armas e deixar Portugal, fixando-se na Áustria.
     
  • 28, 1483 – Diogo Cão, na sua viagem ao golfo da Guiné, chega à foz de um rio a que chama de Poderoso devido ao forte caudal, e que é o actual rio Zaire. Ali ficou a assinalar a sua presença um padrão com o brasão de armas de Portugal. Este padrão foi destruído pelos Holandeses em 1642, mas o que resta do mesmo foi encontrado por um viajante sueco e encontra-se presentemente no Museu da Sociedade de Geografia de Lisboa.
     

    encontro do navegador português Diogo Cão com os nativos do Congo
    Encontro do navegador português Diogo Cão com os nativos do Congo

  • 28, 1588 – Por ordem de Filipe II de Espanha (Filipe I de Portugal) parte de Lisboa uma armada espanhola composta por 130 navios e levando a bordo 8000 homens e 2500 armas, cuja missão é lutar contra as forças militares de Isabel I de Inglaterra. Embora conhecida como a Armada Invencivel, foi destruída a caminho de Inglaterra por uma tempestade no mar, pelo que nunca chegou ao seu destino.
     
  • 28, 1926 – Revolução nacional que implantou o Estado Novo.
     

Uma efeméride importante na nossa vida é a do dia em que nascemos.
Gostaria de saber quanto tempo já passou desde esse dia?
Divirta-se a calcular
 

 
 



LIVROS para CRIANÇAS

 

OUTROS LIVROS

 

GUIÕES de TEATRO

PORTAL JUVENIL 

sítio infanto-juvenil Barry4kids, em quatro línguas  



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2016. Reservados todos os direitos.