CONTACTO    ACTIVIDADES    MÍDIA    EDUCAÇÃO & LEITURA    LIVROS    PLANTAS    LENDAS    GASTRONOMIA


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

HOME

A Gastronomia faz parte da nossa cultura

Bacalhau à Brás

Caldeirada à Algarvia

Caldo verde à Minhota

Cataplana de frango

Croquetes de carne

Esparregado de nabiças

Fogaça de S. M. da Feira

Folar da Páscoa

Licor de ginja

Pastéis de bacalhau

Peixinhos da horta

Pudim de abóbora

Pudim de leite

Salada à Algarvia

Tarte de amêndoa

Torta de laranja

 

Livro de Visitas

LIVRO de VISITAS

         
 

PEIXINHOS DA HORTA
(Gastronomia portuguesa da região da Estremadura)

Muitos de nós conhecemos a "tempura" japonesa. Mas será que sabemos todos qual é a origem deste prato? Pois bem, a "tempura" foi introduzida no Japão, em meados do século XVI, por nós, Portugueses; e foram também os Portugueses que aí introduziram outros pratos, como o "panko" e o "tonkatsu". A receita portuguesa que está na origem da "tempura" é a que vou apresentar-vos hoje - Peixinhos da horta, uma delícia do tempo dos nossos avós, ou melhor, das nossas avós, pois eram elas que os faziam. Por isso é que esta receita é “da minha avó”. A garotada adora estes peixinhos da horta e devora-os mais depressa do que nós somos capazes de os ir fritando. Bom apetite!

© Dulce Rodrigues

 
 
 

Ingredientes (para 4-5 pessoas)
. 600 g de feijão verde
. 4 ovos
. 25 cl vinho branco
. 100 g farinha
. 1 colher de sopa de azeite
. sal e pimenta a gosto
. óleo (ou azeite) para fritar

  Peixinhos da horta
 
     
 

Preparação
1 - Lave o feijão e retire os fios e corte as pontas.
2 - Coza o feijão em água com sal suficiente para os cobrir uns 3 cm, durante cerca de 3 mn. Escorra bem.
3 - Prepare um polme para fritar com os ovos inteiros, a farinha, o vinho branco e o azeite ; tempere com sal e pimenta.
4 - Num recipiente fundo, aqueça óleo (ou azeite) para fritar os feijões. Mergulhe os feijões, dois a dois, no polme antes de os fritar; os feijões devem ficar juntos durante a fritura, mas às vezes acontece que se separem. Quando estiverem dourados de ambos os lados, retire-os e escorra-os em papel absorvente.
5 - Sirva de preferência quente, como entrada.

Fonte: Receita da minha avó

ENVIE O SEU COMENTÁRIO - Gostaria da sua opinião

 
 



história do pão

A história do pão
 

história do sal

A história do sal
 

ramo de oliveira com azeitonas

Uma história de oliveira...
e de azeite
 



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2016. Reservados todos os direitos.