CONTACTO    ACTIVIDADES    MÍDIA    EDUCAÇÃO & LEITURA    LIVROS    PLANTAS    LENDAS    GASTRONOMIA


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

HOME

O que são lendas?

Áster

Cerejeira

Crisântemo

Croco ou Açafrão

Heléboro

Lírio-do-vale

Paparraz

Peónia

Prímula ou Primavera

Sardinheira

Violeta

Lenda do folar da Páscoa

Uma Lenda hindu

 

Livro de Visitas

LIVRO de VISITAS

 
 

A LENDA DA PRÍMULA OU PRIMAVERA

A Primavera é anunciadora de renascer e com ela assistimos, com efeito, a um recomeço do ciclo natural das estações. A Natureza acorda da letargia a que a submeteu o Inverno, maravilhando-nos com uma profusão de cores – as das flores.

De entre essas flores, distingue-se a prímula. O nome botâninco desta flor vem da palavra latina primula, que significa "a primeira" e indica que esta planta é uma das primeiras a florir na Primavera em certas regiões mais frias. Mas também se lhe chama "primavera", nome que vem do Latim primo vera e que significa "no princípio da Primavera".

imagem de prímulas

Existem várias lendas associadas a esta flor, mas a que vos vou contar refere-se sobretudo a uma variedade espontânea, de cor amarela, cuja forma como as flores se apresentam dispostas na planta faz lembrar um molho de chaves.

Segundo a lenda, São Pedro – o guardião da porta do céu – estava um dia muito sossegado a fazer a sua sesta, quando ouviu um barulho vindo da porta das traseiras. Alguém estava a tentar entrar no céu por essa porta, em vez de usar a porta da frente, da qual ele tinha as chaves.

Ainda um pouco estremunhado, São Pedro levantou-se e foi ver o que se passava. Mas estava de tal modo ensonado, que o molho de chaves lhe caíu das mãos e foi parar à terra. Então – ó milagre – o molho de chaves criou raíz e daí surgiu uma linda planta com flores amarelas.

Como se estava na Primavera e essas foram as primeiras flores a aparecer, ficaram a chamar-se primaveras ou prímulas. Como se diz que nasceram do molho de chaves de São Pedro, em alguns países existem variantes do nome: na Alemanha chamam-se também “pequenas chaves do céu"; na Inglaterra são conhecidas por "flor das chaves" e também por "planta de Pedro"; na mitologia nórdica, a flor era dedicada à deusa Freya, a Virgem das Chaves, mas quando esses países do norte da Europa se tornaram cristãos, o culto foi transferido para Nossa Senhora e a planta passou a chamar-se "Chaves de Nossa Senhora" e também "Chaves do Céu".

As flores e as folhas da primavera são comestíveis, tanto frescas como cozidas, e antigamente as folhas utilizavam-se sobretudo para fazer chá e vinho. Todas as partes desta planta têm propriedades sedativas.

© Dulce Rodrigues

 

ENVIE O SEU COMENTÁRIO - Gostaria da sua opinião

 
 



LIVROS para CRIANÇAS

 

OUTROS LIVROS

 

GUIÕES de TEATRO

PORTAL JUVENIL 

sítio infanto-juvenil Barry4kids, em quatro línguas  



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2016. Reservados todos os direitos.